2019/2020

Objetivos

Formação de quadros, com bases científicas e capacidade tecnológica, aptos a desempenhar tarefas relacionadas com a aquisição, análise e gestão de informação geoespacial, em particular ao nível das técnicas de referenciação espacial, de visualização, de partilha e disponibilização, e de representação cartográfica. O ciclo de estudos está organizado de forma que o Mestre em Engenharia Geoespacial fique habilitado para exercer funções técnicas, de gestão ou de investigação nas áreas da Geodesia, da Cartografia, da Fotogrametria, da Deteção Remota, da Modelação Espacial e da Geoinformação.

Competências: Projetar, executar e gerir processos nas áreas da geodesia, da cartografia, da fotogrametria, da deteção remota, da modelação espacial e da geoinformação, orientados para o planeamento e tomada de decisão sobre o território, e para a geração de produtos de base espacial solicitados pelas demais engenharias e, em particular, pela sociedade de informação.

Saídas Profissionais

Empresas na área das tecnologias de informação | Empresas de arquitetura, construção e urbanismo | Empresas de telecomunicações, distribuição e logística | Empresas nos sectores do ambiente, energia e recursos naturais | Empresas do sector do Espaço | Instituições públicas e empresas do Estado.

Propinas

Consultar valores aqui.

Coordenadores

Fernando Jorge de Albuquerque Pina Soares